Como fazer uma vistoria de imóvel em 9 etapas

Viva Decora - 03/12/2018- Notícias

O laudo de vistoria garante a segurança dos envolvidos em compras e alugueis de imóveis residenciais ou comerciais.

Por não ser uma atividade que não é tão lembrada na área, é comum que surjam dúvidas.

O que é laudo de vistoria de imóvel?

Laudo de vistoria de imóvel é um documento com fotos e descrições do local que será alugado ou comprado.

Ele traz uma análise ampla do imóvel, com detalhamento sobre as condições hidráulicas e elétricas. Também é feita uma avaliação do piso, paredes, portas, pintura e outros aspectos do local.

O termo de vistoria de imóvel é feito na entrega das chaves e na devolução do imóvel.

Ele deve ser assinado pelo profissional responsável, as partes envolvidas e mais duas testemunhas.

O documento faz parte do contrato de locação e, por isso, deve ser anexado a ele.

Qual é a importância da vistoria de imóvel?

Após a assinatura de um contrato de locação, é necessário que um profissional habilitado realize a vistoria do imóvel para registrar de que forma ele está sendo entregue ao locatário.

Esse registro é importante porque, ao final do período, o imóvel deve ser entregue ao locador da forma que foi recebido, desconsiderando as deteriorações comuns que surgem com o tempo.

Essa determinação faz parte da Lei do Inquilinato, que regulamenta a relação entre locadores e locatários.

Além do profissional responsável pelo termo de vistoria, tanto o locador como o locatário precisam estar no local durante a análise. Em alguns casos, e de acordo com a vontade dos envolvidos, também pode estar presente o fiador.

Ao final da locação, um novo laudo de vistoria de imóvel é solicitado. Com os dois documentos em mãos, é possível identificar se houve uso inadequado e a necessidade de reforma.

Quem faz o termo de vistoria de imóvel?

Arquitetos e engenheiros são os profissionais habilitados para fazer um laudo de vistoria de imóvel.

No caso de locação intermediada pela imobiliária, o documento é emitido pela própria empresa.

Já ao comprar um imóvel novo, o morador deve contratar uma a vistoria até 6 meses após a entrega da chave. Dentro desse período, a construtora é obrigada a arcar com possíveis ajustes.

Se você é arquiteto e quer se especializar, o primeiro passo é tirar a certificação emitida pelo IBAPE Nacional (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia).

Quer conhecer outra área de especialização dentro do mercado imobiliário? Veja como criar um apartamento decorado inesquecível e atrair mais vendas.

Laudo de vistoria de imóvel: 9 pontos de atenção

A descrição precisa ser a mais clara e detalhada possível, de preferência com muitas fotografias. Esse cuidado garante a segurança de ambas as partes da negociação, que vão poder acompanhar todas as mudanças do imóvel durante o período de locação.

Veja o que analisar:

1- Planta

Analise a planta do imóvel para identificar se as medidas estão corretas. No caso de apartamentos, identifique quais paredes podem ser derrubadas e alerte o locatário caso alguma reforma esteja nos planos.

2- Sistema hidráulico

Verifique se os registros estão abrindo e fechando normalmente e se há vazamentos. Não esqueça também de testar descargas e torneiras. Caso a água esteja escura, pode ser que o sistema hidráulico seja antigo ou que falta manutenção na caixa d’água.

3- Mofo e umidade

É comum encontrar em casas e apartamentos resquícios de mofo ou umidade. Além do teto, verifique também atrás dos móveis se há sinal de infiltrações.

4- Louças, metais e bancadas

Inclua no termo de vistoria dos imóveis se há rachaduras, manchas ou outros tipos de problemas nesses objetos.

5- Portas e janelas

Na hora de fazer a ficha de vistoria de imóvel para aluguel, outro ponto a ser observado são as portas e janelas. No caso das janelas de ferro e vidro, observe se há ferrugem aparente ou trincos.

Na verificação de portas de madeira, veja se há pó embaixo, o que pode indicar a presença de cupim.

6- Pisos e azulejos

Pisos de porcelanato ou cerâmicos podem ser verificados com leves batidas, que vão indicar se eles estão soltos ou quebrados. Outra dica é usar uma bola de gude ou ping pong para conferir o caimento do piso.

No caso dos pisos laminados, o arquiteto deve observar se há riscos.

A análise também deve ser feita nos azulejos do imóvel. Além de identificar possíveis trincos ou descolamentos, veja o estado do rejunte e se há necessidade de refazê-lo.

7- Rachaduras

Existem rachaduras superficiais, que podem ser resolvidas com massa corrida e pintura, e as estruturais. No segundo caso, o arquiteto deve sinalizar o risco para que o reparo seja combinado.

8- Elétrica

Nessa etapa, é importante incluir no termo de vistoria do imóvel se o quadro de luz está em condições de segurança. Deve-se analisar também se as tomadas têm proteção e estão prontas para o uso de qualquer eletrodoméstico/eletroeletrônico.

9- Pintura

Inclua na ficha de vistoria de imóvel se há marcas, manchas, riscos ou outros tipos de imperfeições nas paredes.

Presença de bolhas ou descascados podem indicar umidade no local.

O que levar para vistoria de apartamento?

- Trena
- Caneta e papel para anotações
- Câmara fotográfica
- Bola de gude, tênis ou ping pong (para conferir caimento do piso)
- Algum aparelho elétrico (para conferir a energia)